Fotografando uma igreja relevante – Parte 2

por | 13/08/2013 | Diário de Bordo | 0 Comentários

Entenda quando usar as ferramentas de corte, exposição, saturação, contraste e balanço de branco nas suas fotos.

e67ec824afbc9f855ad850f1b49c5b05_L

Entenda quando usar as ferramentas de corte, exposição, saturação, contraste e balanço de branco nas suas fotos.

No primeiro post falamos falamos sobre a importância de selecionar bem as fotos e onde encontrar imagens memoráveis.
Nesta semana quero tratar de um assunto ou pouco mais prático que é a edição de imagens.
Existem diversos programas de edição de imagem, que vão desde os mais simples e gratuítos até os caríssimos e cheios de recursos. Vou me focar em funções que são comuns mesmo nos programas mais simples.

1. Corte

Recorte é ferramenta que exclui porções da imagem para dar mais protagonismo a outras.
Use o recorte para tirar tudo que não é essencial da foto. Em retratos de pessoas isso significa tirar o chão (não vale cortar os pés), o teto e a vassoura que está encostada na parede no canto da imagem. Veja nas imagens abaixo que a primeira foto mostra um plano geral e inclúi muita coisa desnecessária.

 

2. Exposição

Exposição é a ferramenta que imita o ajuste da captura de luz de uma câmera. Na prática torna uma imagem mais clara ou escura. Tente ajustar a imagem para que ela não fique nem com grandes áreas totalmente pretas nem totalmente brancas.

 

3. Saturação e contraste

Um erro comum de principiantes é aumentar a saturação nas imagens para dar uma sensação de cores mais vibrantes. Pricipalmente se a foto tiver sido tirada em interiores (com o uso de flash) a saturação pode matar a foto.

De maneira semelhante o contraste (ferramenta que torna as áreas escuras mais escuras e as claras mais claras) também parece prometer um destaque maior mas pode gerar um resultado barato.

Até ter o domínio dessa ferramenta use apenas para fazer correções e não efeitos. Nos exemplos abaixo temos uma imagem com saturação muito alta e outra com contraste alto.

 

4. Balanço de branco

Nossos olhos são câmeras espetaculares e ajustamos o balanço de branco para cada ambiente quase instantaneamente. A câmeras atuais não são tão inteligentes ainda, por isso uma foto tirada em uma luz incandescente fica mais amarelada e uma tirada sob uma luz fluorescente fica azulada.

A ferramenta de ajustes de balanço de branco corrige estes problemas.

 

Aproveite para praticar estas dicas com suas fotos. Depois de algumas centenas de fotos torna-se natural perceber quais retoques uma imagem necessita.